01/06/2018 00h 00 Notícia

Crefono 4 tem pautas aprovadas na XIV Conferência Municipal de Saúde de Salvador

Delegados representando o Conselho levantaram pautas que tiveram mais de 70% de aprovação nos eixos temáticos da conferência
Por: Assessoria de Comunicação do Cefono 4

O resultado da XIV Conferência Municipal de Saúde de Salvador, realizado nos dias 29 e 30 de maio, foi bastante positivo para os fonoaudiólogos. Com o tema “Salvador e a Multiplicidade de Cuidados: dialogando sobre atenção e promoção da saúde”, o encontro reuniu representação de gestores, trabalhadores e usuários de saúde. No evento, as discussões de saúde aconteceram em grupos de trabalho divididos em 5 eixos (participação e controle social, atenção básica, redes e atenção especializada e vigilância).

“Foi um marco histórico porque tivemos nove delegados de Fonoaudiologia. É um movimento que não é em torno da categoria, mas, sim, de todo o Sistema Único de Saúde (SUS) e da integralidade. E não podemos ser ingênuos achando que tudo se encerra por aqui. Precisamos ficar atento à execução da Secretaria de Saúde, os prazos estipulados e os relatórios de gestão. Além de procurar outras estâncias de mobilização para que os fonoaudiólogos tenham mais proximidade com o SUS em Salvador”, explicou a fonoaudióloga Kézia Santos de Oliveira.

Os 9 delegados pelo Crefono 4, com direito a voz e voto, conseguiram inserir na pauta da conferência importantes propostas para a Fonoaudiologia e para a saúde no município.

A Conferência serviu para debater assuntos importantes, como, por exemplo, a ampliação da cobertura da atenção básica e a inserção da Fonoaudiologia no NASF. A cidade de Salvador, com aproximadamente 2,9 milhões de habitantes, não possui fonoaudiólogos na atenção básica e apenas cinco na atenção especializada na rede própria.

“Foi um momento importante para a Fonoaudiologia, visto que é a primeira vez que um evento como esse conta com delegados fonoaudiólogos. Tivemos êxito em pautas importantes, as quais obtiveram mais de 70% de aprovação garantindo homologação imediata das propostas. Saímos muito satisfeitos com os resultados", afirmou Daniel Vaz, Conselheiro do Crefono 4 e um dos delegados no encontro.

Os delegados levantaram pontos como:
- Redimensionamento das força de trabalho baseado no diagnóstico das necessidades da população, com ênfase na Fonoaudiologia;
- Diagnóstico e redimensionamento de recursos humanos na rede de atenção psicossocial nos CAPSIA, com a inserção da Fonoaudiologia;
- Ampliação da cobertura de atenção primária à saúde, com foco na ESF, consultório de rua e NASF, com ampliação das equipes e inserção de profissionais fonoaudiólogos, farmacêuticos, sanitaristas e outras categorias de acordo com perfil epidemiológico do município;
- Ampliação das triagens neonatais e acompanhamento do desenvolvimento auditivo, de linguagem, cognitivo e motor das crianças acompanhadas na Rede Básica
- Necessidade de concurso público

Ainda, foram aprovadas também 2 moções pelo conselho: uma de repúdio pela ausência de fonoaudiólogos na atenção básica e outra de apelo pela ampliação da cobertura das das equipes de saúde da família em Salvador.

Após a conferência, o Conselho Municipal de Saúde confeccionará o relatório com os itens aprovados em plenária, cabendo à gestão a inclusão no Plano Municipal de Saúde e a sua execução.

>> Últimas Notícias

Parceiros
anterior
próximos
Copyrigth @ 2013 Conselho Regional de Fonaudiologia - 4º Região
Agita Comunicação