18/12/2019 00h 00 Notícia

Crefono 4 participa de Audiência Pública no Recife sobre novo financiamento da atenção básica em saúde

Representado pelas conselheiras Vanessa Lima e Marcella Trigueiro, o Crefono 4 teve a oportunidade de registrar a sua opinião sobre os problemas que a falta de apoio ao NASF pode acarretar à população
Por: Assessoria de Comunicação do Crefono 4

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp

O Crefono 4 participou, nesta quarta-feira (18), de uma Audiência Pública sobre o novo financiamento da atenção básica em saúde, na Assembleia Legislativa de Pernambuco. A iniciativa partiu do deputado Isaltino Nascimento (PSB) e teve como objetivo ouvir representantes da sociedade civil organizada, que alertaram sobre os riscos de diminuição dos recursos destinados à Estratégia de Saúde da Família.

Representado pelas conselheiras Vanessa Lima e Marcella Trigueiro, o Crefono 4 teve a oportunidade de registrar a sua opinião sobre os problemas que a falta de apoio ao NASF pode acarretar à população. Além de manter o posicionamento em prol da atenção básica.

“Esse novo financiamento representa o impedimento do acesso de grande parte da população brasileira a diversas profissões da área da saúde e da reabilitação. Hoje em dia, o NASF representa uma das principais formas de acesso da população à Fonoaudiologia, ao cuidado em relação aos distúrbios da comunicação e à promoção da saúde da comunicação. O nosso perfil epidemiológico atual é pautado por doenças crônicas complexas que necessitam de atuação interprofissional e também em questões relativas ao desenvolvimento”, discursou Vanessa.

Em sua fala, Vanessa Lima destacou a importância da atuação interprofissional citando como exemplo a situação em Pernambuco das crianças com a síndrome congênita do Zika Vírus. “Todos eles têm grande necessidade de estimulação precoce e questões em relação ao desenvolvimento com necessidade de atuações interprofissionais. Por isso, deixo claro que não existe atenção básica sem atuação interprofissional, sem cuidado integral e sem o NASF”.

Ao final da audiência pública, o saldo foi considerado positivo. De acordo com a representante do Crefono 4, o debate terá continuidade em esferas superiores para que o objetivo seja alcançado.

“A audiência pública foi muito positiva e o auditório estava lotado. Tivemos análises importantes da conjuntura e encaminhamento de ações. A partir de agora será realizada articulação com deputados da bancada de Pernambuco para o agendamento de audiência pública na Câmara Federal e articulações para a revogação da portaria. Também foi encaminhada a criação de um comitê estadual em defesa do SUS, a definição de um dia de mobilização em defesa do SUS e rodas de conversa nas comunidades. A luta está só começando”, finalizou Vanessa.

FÓRUM AMPLIADO

O Crefono 4 está engajado nesta pauta e, na última semana, participou e foi um dos apoiadores do Fórum Ampliado de Atenção Básica à Saúde, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Representado pela conselheira Marcella Trigueiro, o encontro debateu os impactos do novo modelo de financiamento e estratégias de resistência em defesa do NASF.

>> Últimas Notícias

Parceiros
anterior
próximos
Copyrigth @ 2013 Conselho Regional de Fonaudiologia - 4º Região
Agita Comunicação